Chegar a Valência numa receita de paella

A nossa viagem a Valencia começou numa receita de paella. À primeira vista parece estranho mas foi literalmente assim. O Gui decidiu fazer-me uma surpresa e, ao longo de várias semanas, foi deixando numa caixinha várias pistas para tentar adivinhar o nosso próximo destino.

Não fosse eu uma pessoa facilmente conquistável pelo estômago, admito que só cheguei 100% à resposta final quando comecei a ler a receita: “Azeite, lulas, tomate, pimentos, carne de porco, gambas, arroz, açafrão, etc”. Toda uma combinação de ingredientes que, noutras palavras, queriam dizer: “Siga para um fim-de-semana prolongado a dois?”.

Prato de paella em ValênciaMercado da cidade de ValênciaGuilherme no mercado de ValênciaSandes de presunto e cerveja no mercado de ValênciaFilipa no mercado de Valência

Já tinha estado em Valência com os meus pais mas era tão pequena que não retive qualquer memória da cidade e entrei no avião com a mesma excitação de quem vai descobrir um lugar pela primeira vez.

A ideia deste fim-de-semana não era conhecer todos os pontos turísticos e não turísticos, andar a correr de um lado para o outro e, no fim, ainda chegar cansados a casa e com a sensação de que, afinal, não conhecemos nada verdadeiramente.

Guilherme no Bairro del Carmen em ValênciaPanorâmica da cidade de ValênciaFilipa no Bairro del Carmen, Valência

Valência foi a cidade perfeita para andar pelas ruas sem destino, tomar pequenos-almoços demorados (saudades das tostadas de tomate acompanhadas de café con leche), poder estar num bar a comer tapas e a beber cañas sempre que nos apetecesse e para conversar muito (sobre as coisas que já fizemos e sobre as outras tantas que ainda nos faltam fazer).

Guilherme na Cidade das Artes, ValênciaHorchata, bebida típica de ValênciaFilipa na Cidade das Artes, ValênciaGuilherme e Filipa na Cidade das Artes, Valência

Fomos numa sexta e voltámos na segunda de madrugada, direitinhos do Aeroporto Francisco Sá Carneiro para as respetivas secretárias dos nossos locais de trabalho. Custou um bocadinho mas, agora que penso nisso, já não me lembro de ter chegado tão bem disposta ao emprego a uma segunda-feira.

Bar do Mercado de Valência, Bar Vinos e TapasFilipa na Praça da Catedral de ValênciaCatedral de ValênciaGuilherme na Praça da Catedral, Valência

Submit a comment

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s