Roma, carta de amor a uma cidade

Cara Roma,

Se bem te conheço, sei que ainda hoje estás chateada pela forma repentina como nos despedimos. Afinal, depois de um ano a fazer parte de ti, fui embora sem olhar para trás e sem qualquer vontade de te voltar a ver nos tempos que se seguiram. Desengana-te se pensas que o fiz porque não nutro qualquer sentimento por ti. Na verdade, foi precisamente o contrário. Tudo aquilo que vivemos foi tão intenso que a minha forma de fugir às saudades foi não querer voltar a pôr-te a vista em cima.

roma-colosseoroma-trastevere-piparoma-navona-casasroma-trastevere-gui

Foram precisos vários anos até decidir que estava na hora de regressar, de saber que ia ter de engolir a nostalgia e de ultrapassar o choque ao sentir que já não eras minhas quando pusesse os pés nos sítios onde me fizeste tão feliz. Sabes aquela sensação agridoce de voltar a ter uma coisa que gostamos muito? Foi exatamente isso. Por um lado, foi muito bom voltar a ter-te perto de mim, por outro, foi um enorme murro no estômago por saber que já não iria ser a mesma coisa. Voltar nunca vai ter o mesmo sabor da longa temporada em que estivemos juntas. Mas admito que foi bom ver que continuas igual a ti mesma, como só tu sabes ser.

roma-piazza-navonaroma-colosseo-pipa-splitroma-panteaoroma-vaticano-gui

Hoje em dia, a palavra que tenho para ti é só uma: obrigada. Foste a principal protagonista de uma das melhores épocas da minha vida. Graças a ti, aprendi que podemos ter mais do que uma casa, no verdadeiro sentido da palavra, que o mundo é demasiado incrível para ficar fechada na minha pequena bolha e que sou muito mais desenrascada do que pensava ser. Graças a ti, aprendi aquela que é, sem dúvida, a língua mais bonita do mundo, visitei sítios que têm muita História dentro (e agora dos quais também faço parte), comi com muito prazer, uma das coisas que me deixa mais feliz nesta vida e fiz amigos que agora estão espalhados pelo mundo (e cujo objetivo é visitá-los a todos, pelo menos uma vez na vida).

roma-colosseo-guiroma-altare-della-patriaroma-piazza-spagna-pipa-guiroma-giolitti-gelato

Quem diria que podia gostar tanto de uma coisa tão subjetiva como uma cidade. Na verdade, até parece uma loucura estar a escrever-te uma carta de amor. É bastante provável que ninguém vá perceber o porquê de estar a fazê-lo e de me acharem até um bocado ridícula. Mas, como dizia Fernando Pessoa (ou Álvaro de Campos), “todas as cartas de amor são ridículas” e “não seriam cartas de amor se não fossem ridículas”…

roma-gianicoloroma-panteao-piparoma-gui-gianicoloroma-colosseo-pipa

Com amor,

Pipa

Ps. Já viste o nosso vídeo sobre Itália?

4 thoughts on “Roma, carta de amor a uma cidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s